voar...viajar sempre

12 de abr de 2009

Incertezas



Num mesmo dia, os contornos do que imagino fixo, material, as montanhas de Petropolis e no Rio, o Corcovado, desaparecem pela combinação de neblina, sombra/luz e velocidade. No entanto, o desejo de tambem evanescer, dispersando-me, ocultando(-me), neblina-montanha, mete medo, pois torna-se confundido com a morte, esta palavra que tanto pode representar o nada ou o tudo.
Entendo agora alguns conceitos de alguns filósofos, entendo teorias(?) de alguns antropólogos. Ou, melhor ainda, entendo tambem alguns de seus opostos, o contraditorio.

***

Um comentário:

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

É eu entendo também!
Mas a rosa está linda.
Uma ótima semana para você.
tenho novidades por lá.
beijosssssssssssssss

A VIDA É CONSTRUIDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR
(Francisco Candido Xavier )

Boa noite, todas as noites